23 de julho de 2015

De volta à maratona de filmes com: Mommy


Amor incondicional de mãe é o ponto forte e o que mais comove neste brilhante filme, uma obra prima de Xavier Dolan. Não há nada que ponha Diane contra o seu filho, Steve, que sofre uma doença de deficit de atenção com hiperatividade. Este filme retrata uma realidade de forma nua e crua, não poupou na rude linguagem, nos bons atores e cenários que tornaram o filme ainda mais realista. E claro, uma boa banda sonora que apela às emoções. Esta intensa metragem aborda temas difíceis, uma mãe solteira que luta contra muitas adversidades para ver bem o seu filho, que atravessa uma adolescência vista do pior ângulo possível. Um filme que traz até nós um turbilhão de emoções e nos faz viver em primeira pessoa todo este enredo, não estivéssemos nós atrás de um pequeno ecrã.


Num ponto de vista crítico, considero este um filme bem conseguido. A única coisa que tenho a apontar, são as partes mais calmas que funcionam como um "enrolar" da história. As músicas escolhidas são-nos familiares e como disse anteriormente, apelam facilmente à emoção. Os atores foram bem escolhidos. Confesso que me irritei algumas vezes com o gaguejar da vizinha, Kyla, que vai ser a mão direita de Diane. Mas percebi a intenção da personagem. Aconselho a verem, não digo que é o meu filme preferido, mas este tipo de histórias comovem sempre e dão-nos uma luz da realidade lá fora. O amor incondicional de mãe, esse faz esboçar um sorriso enquanto a primeira lágrima espreita no cantinho do olho.

 

Sinopse: 
 Diane é uma mulher viúva que vive constantemente mal-humorada. Mãe solteira, ela vê -se sobrecarregada com a guarda em tempo integral de Steve, o seu filho de 15 anos, que sofre de déficit de atenção. Enquanto eles tentam sobreviver e lutar em meio a essa situação imprevisível, Kyla, uma garota que mora do outro lado da rua,  oferece-se para ajudar. Juntos, os três encontram um novo equilíbrio e a esperança volta a aparecer. 

"Steve Després: We still love each other, right? 
Diane 'Die' Després: That's what we're best at, buddy"

5 comentários:

  1. Gosto de filmes com bons atores, e pelo que disses-te vale a pena ver, portanto acho que vou juntar à minha lista :D
    Adorei o teu blog, não conhecia não sei como sinceramente :) Foste a minha seguidora numero 300! Devias de ver a minha cara de felicidade ahah :) muitos beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Parece super interessante! Este fim-de-semana se tiver tempo talvez veja!

    ResponderEliminar
  3. Já tive para ver este filme algumas vezes, acho que vai ser hoje! x

    ResponderEliminar
  4. Um filme diferente, que nunca tive conhecimento. Vou ter de adiciona-lo à minha lista de filmes para ver (:

    ResponderEliminar