29 de dezembro de 2014

Não sei ir aos saldos

Eu bem tento procurar, escolher. Eu até entro nas lojas mentalizada que tenho de ter muita paciência, pois sei que as peças bonitas estão onde menos se espera. Mas não adianta, a paciência desaparece mal vejo roupa aos montes e no chão. Roupa não chão então é que me enerva, principalmente quando vejo as pessoas a deixarem-na cair - acredito que seja sem querer- mas não é sem querer que não a apanham e a colocam de volta no cabide ou no montinho de roupa que normalmente ninguém se atreve a mexer. 

Pior que isto é quando eu gosto mesmo de uma peça e não há tamanhos
 O que me acontece também muitas vezes é avistar de longe uma peça e ir a correr até ela e de repente alguém se mete à frente e começa a vê-la primeiro. Aí começa a minha rezinha para a pessoa não gostar e pousar novamente. 
Ou então, querer ver as peças e estar alguém a vê-las sem nunca mais sair de lá.
Coisa que também não gosto é esperar muito e aquelas filas intermináveis para a caixa matam-me por dentro.

Não nasci para ir aos saldos, está provado, mas também se não for, não estou descansada. Mais vale arriscar e vir embora nem que seja só com uma pecinha do que ficar em casa com a curiosidade. 

2 comentários:

  1. Tenta durante a semana e da parte da manhã. Está tudo mais calmo e arrumado.

    ResponderEliminar
  2. ainda não fui aos saldos, nem sei se vou chegar a ir...

    ResponderEliminar