5 de abril de 2014

Biquinis? Venham eles...

Embora o tempo não esteja de acordo com a estação, é certo que começou o countdown para o Verão e, com ele, as preocupações femininas com o corpo. Também é certo que todas as raparigas têm vontade de ficar com um corpo perfeito, mas a vontade de ficar deitada no sofá ou comer aquilo que nos apetece é ainda maior. No entanto, há sacrifícios que valem a pena e o nosso corpinho agradece quando for vestir um biquíni!







“A equação para perder ou ganhar peso é muito simples: se ingerimos mais calorias do que as que gastamos, engordamos; se ingerimos menos calorias do que aquelas que o nosso corpo consome, emagrecemos. Trata-se de um equilíbrio entre a qualidade de alimentos que ingerimos e a sua quantidade. Até a comida mais saudável do mundo, se ingerida em excesso, pode fazer engordar.”


 “Há alguns alimentos que ajudam o nosso corpo a evitar, e até a combater, determinados tipos de gordura instalada, o que, a muito longo prazo e seguindo uma alimentação regrada, equilibrada, saudável e inteligente, irá favorecer uma diminuição localizada, associada a um decréscimo geral do peso. No entanto, associada a esta alimentação deve existir também alguma actividade física, que pode ser moderada, como a caminhada diária”.



  “Um dos maiores segredos, já muito mal guardado, para ajudar a queimar uma gordura abdominal extra através da alimentação, são os ácidos gordos mono-insaturados. A designação internacional é MUFA, a sigla em português é AGMI. Este é um tipo de gordura que actua sobre a gordura má instalada à volta da cintura e no abdómen. Segundo os especialistas, estas gorduras devem ser incluídas em todas as refeições, obviamente prestando atenção à quantidade utilizada. Quer isso dizer que para ter o efeito benéfico basta, por exemplo, comer três nozes, e não a embalagem inteira. Pode encontrar este tipo de gordura em determinados óleos vegetais, frutos secos e sementes, abacate, azeitonas e chocolate negro”.
in Vogue


3 comentários: